Teus olhos

Bela Hümmelgen
1 min readMay 30, 2023

Não é fácil olhar nos teus olhos porque teu olhar não é leve. Não me ilumina por dentro, não faz com que eu me sinta segura. Às vezes me deixa ansiosa, às vezes receosa. Quando teu olhar reflete no meu, meus olhos escondem boa parte de quem eu sou. Cresci vendo o mundo pelos teus olhos e aprendi que teu olhar tem um jeito próprio de julgar. Meu medo vem de perceber que esses julgamentos também se direcionam a mim. Teus olhos enxergam preto e branco. Meus olhos são coloridos, eu gosto de pensar que não têm nada a ver com os teus, mesmo sabendo que algo de ti está enraizado em mim. Teus olhos são severos e inflexíveis. São bons em calcular, sabem medir qualquer ambiente com um simples olhar. Eu sei que, em alguns momentos, eles podem ser gentis e carinhosos. Mas apenas depois de julgarem que é isso que a situação exige. Eu sei que, muitas vezes, algo se quebrou em teu olhar por minha causa. Eu vi a tristeza refletida nos teus olhos quando a raiva vazava pelos meus. Mas nunca vi arrependimento, teu olhar se fecha cada vez mais, não deixa a luz de uma abertura escapar. Eu ainda te amo mesmo tudo isso e, porque te amo, quero que você recupere o brilho nos olhos que talvez um dia existiu. Quero que ilumine pessoas e ambientes, que teu olhar acompanhe teu sorriso. Quero que teu olhar se conecte o meu, quem sabe um dia.

12.05.2023 — Wien, sobre os olhos de uma pessoa amada

--

--

Bela Hümmelgen

Brazilian, red, feminist, bi+poly, vegan, saggitarius. Current LLM in Human Rights (Austria). MA in Gender Studies (UK/Spain). Bachelor of Law (Brazil).